Técnicas de memorização para concurso: guia completo para ser aprovado

Técnicas de memorização para concurso: guia completo para ser aprovado

O concurseiro não vive apenas de livros e materiais didáticos disponibilizados pelos cursos online. É preciso, também, que ele concilie a teoria com a prática para fixar o conteúdo estudado

 

A sensação é horrível quando você passa o dia inteiro estudando e, no final, parece que você não gravou nada. Para isso, a melhor forma de contornar essa dificuldade é fazer o bom uso de técnicas de memorização para concurso. Veja mais sobre o tema continuando a leitura do artigo abaixo.

Para que serve a técnica de memorização?

Mesmo com tanto uso da tecnologia, seja em smartphones, computadores ou tablets, o nosso cérebro ainda é insubstituível. Logo, o esquecimento prejudica qualquer profissional, ainda mais para quem precisa se recordar de conteúdos específicos, que é o caso dos concurseiros em geral.

Leia mais

 

E não tem como negar que a dependência cada vez maior do uso da internet acaba por substituir informações naturais pelas artificiais – aquelas que devem ser consumidas rapidamente, porque tudo está ali na palma da mão: dados como nomes, número de telefone, prazos e até endereços.

No entanto, qual seria a melhor forma de reconquistar essa capacidade de reter mensagens? Claro que não poderia deixar de mencionar que seguir uma rotina saudável, uma alimentação balanceada e resolver exercícios com frequência facilitam muito o processo.

No caso do concurso público, existem macetes e métodos simples que podem e muito otimizar o seu tempo e facilitar na hora de gravar conteúdos.

Neste artigo, separamos três técnicas de memorização para concurso simples e práticas, que vão facilitar ainda mais o seu estudo, já que não exigem horas e horas de “decoreba” e esforços em vão.

Transforme tudo em padrão

Explore formação de frases, palavras e encadeamento de ideias com o conteúdo estudado. Isso funciona devido ao estímulo que acaba “incrementando” uma codificação profunda no cérebro durante esse aprendizado verbal. 

1- Acrônimo

Acrônimo é basicamente uma sigla criada para gravar determinado assunto que exige o processo de memorização. Eis um exemplo, os princípios do Direito administrativo são: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. Utilize a técnica do acrônimo para decorá-los, separando a primeira letra de cada palavra:

Legalidade
Impessoalidade
Moralidade
Publicidade
Eficiência

LIMPE

Assim, fica mais fácil decorar e fazer a associação.

2- Acróstico

O acróstico funciona da mesma forma que o acrônimo, porém, em vez de palavra, formam-se frases. Para decorar os objetivos fundamentais, por exemplo, grave a frase “Com Garra Erra Pouco”, que corresponde a:

Construir uma sociedade livre, justa e solidária;
Garantir o desenvolvimento nacional;
Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais
Promover o bem de todos, sem preconceitos (…)  

3- Encadeamento e paródia musical

Outra forma muito útil de memorizar termos é por meio do encadeamento. Para gravar termos, você cria uma frase que contenha alguma narrativa entre eles. 

Por exemplo: para saber o que o Processo legislativo compreende, é preciso decorar 7 incisos do art. 59  da Constituição Federal de 88:

 I – emendas à Constituição;
II – leis complementares;
III – leis ordinárias;
IV – leis delegadas;
V – medidas provisórias;
VI – decretos legislativos;
VII – resoluções. 

Assim, crie uma sentença do tipo: “Eu Comi Ovo na Delegacia e Metade do Pão do Delegado e Réu”, que relaciona com cada inciso citado acima. Você pode usar a imaginação e criar outras narrativas. 

Leia mais

 

Além disso, a criação de um padrão rítmico e melódico na frase pode fazer a informação se fixar mais rapidamente, já que estimula as funções cognitivas. Experimente fazer uma paródia com algum conteúdo que você precisa gravar.

Resumos

Um dos principais erros que os concurseiros cometem quando o assunto é revisão é pensar que há necessidade de estudar novamente todo o conteúdo. Se fizer isso, você estará desperdiçando tempo em vez de otimizá-lo.

É aqui que entra o papel do resumo. Não é simplesmente copiar o que está no material, mas, sim, resumir os principais pontos com as próprias palavras.

Após, vá apenas anotando palavras-chave ou conceitos, para que no fim você tenha um compilado de todo conteúdo estudado.

O material de apoio servirá apenas para consultas em casos de dúvida. É por meio do seu resumo escrito que você irá estudar.

Flashcards

Os flashcards são considerados uma das melhores técnicas de memorização para concurso. E, como os temas cobrados nos concursos são vastos, nada melhor que utilizar a técnica que impulsiona a memória no período de aprendizagem.

Trata-se de pequenos cartões que possuem perguntas na frente e respostas no verso. Além de simples, são super práticos de estudar em qualquer lugar.

Basta você ler a pergunta e tentar respondê-la. Depois, vire o cartão para conferir se acertou ou não. E vamos confessar: é muito mais rápido e atrativo memorizar o conteúdo dessa forma, ao invés de ficar horas debruçado sobre um livro tentando guardar vários termos que parecem impossíveis.

somente no vipjus você tem aprovação garantida

1. Faça os seus próprios flashcards

Em vez de pegar prontos pela internet, que tal confeccionar os seus próprios flashcards? É super simples. Você irá precisar de uma cartolina (pode ser papel sulfite) e cortá-la em vários retângulos de tamanho igual. 

Na frente do cartão, escreva a pergunta e, no verso, a resposta. O ideal é que os textos sejam curtos e que os cartões tenham cores ou figuras, pois as formas auxiliam na assimilação pelo cérebro.

2. Estude os flashcards

Escolha um local de estudo calmo e silencioso, onde você poderá se concentrar tranquilamente. Reúna os cartões e embaralhe-os. 

Assim que começar, tente responder as perguntas. O objetivo é responder de forma rápida e correta o maior número de perguntas. Essa dinâmica irá facilitar na memorização.

3. Separe os flashcards em três pilhas

Para obter um melhor resultado, separe os flashcards em três pilhas. 

Na primeira, coloque os cartões cujas respostas você já memorizou. Na segunda, cartões contendo  perguntas que você teve mais dificuldade em responder. Por fim, na terceira pilha, posicione aqueles cujas respostas você errou.

banner sobre o método cem por cento eficaz do VIPJUS

Conhece mais técnicas de memorização para concurso de estudo que não citamos? Escreva no comentário abaixo e não se esqueça de compartilhar o conteúdo pelas redes sociais!

 

Leia mais: Saiba como conciliar o trabalho com os estudos

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

simulados ministério público e magistratura

Siga-nos

Newsletter

Share This