MITOS E VERDADES SOBRE A MEMORIZAÇÃO

MITOS E VERDADES SOBRE A MEMORIZAÇÃO

Estimular o cérebro com diferentes atividades ajuda a tornar melhor a memorização de qualquer assunto.

 

Uma coisa é fato quando se fala sobre memorização: o tempo todo estamos absorvendo, assimilando e guardando informações. Sejam elas em uma memória de curto ou de longo prazo.

E, quando se fala em estudos, algumas técnicas de memorização podem ser essenciais para conseguir passar naquele concurso tão sonhado. Aqui no blog do Vipjus já falamos um pouquinho das metodologias de aprendizagem aplicadas por educadores e hoje vamos comentar sobre alguns mitos e verdades ligados à memorização que podem ser utilizados pelo concursando no momento da aprendizagem.

 

  1. A memorização é fixa

MITO. Embora acredite-se que a memória seja fixa, é preciso considerar as memórias de curto e longo prazo. Em alguns casos, algo que você aprendeu acaba ficando guardado por menos tempo do que se espera. Por isso é importante levar em consideração o próximo item.

 

  1. Estimular o cérebro é importante

VERDADE. Estimular o cérebro com diferentes atividades ajuda a tornar melhor a memorização de qualquer assunto. Neste caso, pode ser sobre algo a ser estudado, utilizando técnicas para manter o aprendizado fixo, como exercitar seus conhecimentos adquiridos com resumos, revisões, mapas mentais e, também, por associações engraçadas. As emoções podem ter grande importância na assimilação de memórias.

CONHEÇA NOSSO MÉTODO DE ESTUDO VIPJUS

  1. Podemos guardar memórias falsas

VERDADE. Seja por guardarmos algo contado por outra pessoa, seja por mantermos resquícios de sonhos na memória, isso pode se confundir com aprendizados e informações, gerando memórias falsas.

 

  1. A memorização é limitada

MITO. Embora possa soar estranho num primeiro momento, a memorização é ilimitada. Porém, é preciso tomar alguns cuidados para não sobrecarregar a mente. Um cérebro e um corpo cansados só tendem a fazer com que você retenha menos informações. Portanto, estude e tenha foco, mas não deixe a saúde física e mental de lado.

 

  1. Algumas pessoas nascem com melhor capacidade de memorização

VERDADE. O que não significa que pessoas com menor capacidade de memorização não possam fazer com que a mente trabalhe ao seu favor. Se você é uma dessas pessoas que sente que sua memorização é ruim, procure identificar atividades e técnicas de memorização funcionais para você.

Uma boa dica, inclusive, é fazer atividades físicas. Elas produzem atividade no hipocampo, região relacionada à memória. Isso acontece porque há uma maior oxigenação e irrigação no local, principalmente quando os exercícios são realizados todos os dias, em uma média de 15 a 20 minutos.

 

  1. Depois dos 20 anos perde-se neurônios

MITO. Neurônios são células do tecido nervoso que transmitem impulsos nervosos para outras células. Embora houvesse a ideia de que eles morriam com o tempo e, portanto, diminuíssem a capacidade de memorização, são células que podem se regerar. Fato é que sua atividade diminui com o tempo, mas, com exercícios físicos e atividades de memorização, o cérebro é capaz de continuar regenerando células e retendo informações.

 

  1. Estresse e ansiedade prejudicam a memória

VERDADE. Estresse, quando não tratado, pode desencadear doenças graves, como depressão, pressão alta, doenças cardiovasculares, transtornos mentais e ansiedade. Esta última pode estar intimamente ligada ao estresse e pode causar pânico, medo, nervosismo e preocupação.

Uma pessoa ansiosa normalmente pensa muito sobre o futuro – os “e se” – e foca menos no presente. Essa desatenção, quando ligada a outros problemas, pode gerar problemas durante o aprendizado e, consequentemente, na sua memorização.

Por isso, é bom evitar que esses problemas apareçam. Atividades físicas, boa alimentação, pausas para descansar e acompanhamento psicológico podem ser fatores atuantes na inibição dessas condições, além de ajudarem a ter foco e orientação na hora dos estudos e na vida social como um todo.

 

LEIA MAIS: SEM ANSIEDADE: COMO ME PREPARAR NO DIA DO CONCURSO? DESCUBRA AQUI!

 

  1. A memória a longo prazo é semelhante à de um computador

MITO. É errado comparar a memória humana a de uma máquina. Enquanto no computador a memória serve apenas para guardar dados, sem desenvolvê-los, no cérebro, apesar da ideia ser parecida, temos a ampliação de informações que podem ajudar a desenvolver aprendizados.

Ou seja, quando você memoriza alguma informação, ela pode receber “atualizações” por meio de novas informações e elementos que assimilamos no cotidiano.

 

  1. Ler várias e várias vezes até gravar

MITO. Ler apenas por ler não significa que você irá memorizar um assunto. Para isso, é importante que você aplique alguns métodos, que te ajudem a incorporar o aprendizado, seguindo aquilo que mais se encaixa para você, como mencionado anteriormente: associação da informação, resumos, mapas mentais, fichamento etc.

 

  1. Escutar e ver alguém explicando

MITO E VERDADE. Esse é um caso peculiar, pois há diferentes formas de inteligência e formas de aprendizado, em que pessoas podem possuir diferentes métodos. Há quem aprenda apenas se incluir leitura, apenas com a inclusão da escrita ou apenas escutando.

Não significa que você não possa utilizar diferentes meios, mesmo se encontrando em apenas um deles. Por exemplo, para quem aprende ouvindo, é interessante realizar suas pesquisas, fazer anotações e posteriormente gravá-las em áudio ou vídeo, explanando o máximo que entender para si mesmo.

Isso ajuda a exercitar outros sentidos e a aprendizagem por diferentes formatos ao mesmo tempo em que absorve aquilo que pesquisou.

 

DICAS PARA TER UMA MELHOR MEMORIZAÇÃO

Agora que já falamos um pouco sobre alguns mitos e verdades, vamos passar algumas dicas que podem te auxiliar. Aqui, elas serão mais voltadas aos estudos, como para quem quer prestar um concurso público, mas também podem ser indicadas, em alguns casos, até no cotidiano.

 

  1. Evite decorar

O famoso “decoreba” não passa de uma reprodução inconsciente e automática daquilo que você deseja. Por mais que possa auxiliar em alguns casos, com certeza é um método que mais cedo ou mais tarde vai fazer com que as informações sumam da sua mente.

 

  1. Treine o cérebro e mantenha um ritmo

É importante que você estabeleça regras para si mesmo durante os estudos. Antes de começar, pare e respire, prepare-se para o momento de estudo e foque o máximo possível naquilo que você precisa fazer.

Aliado a isso, mantenha um ritmo diário, com períodos determinados para seus estudos. Dica: você pode usar o método pomodoro, que te auxilia a focar por determinados minutos com pausas intercaladas de cinco minutos.

 

  1. Elabore resumos

Como vimos anteriormente, resumos são ótimos para te ajudar a assimilar informações. Junto deles, você pode criar mapas mentais, brainstorms, marcações, post-it etc.

 

  1. Reflita, exercite e explique

No momento do aprendizado, tire um tempo para pensar em tudo aquilo que você está estudando. Isso é FUNDAMENTAL. Exercite o pensamento fazendo conexões entre os assuntos aprendidos e explique o que aprendeu a alguém ou para uma plateia invisível.

 

  1. Associe novos aprendizados a coisas que já conhece

Essa é uma dica de ouro. Essas associações podem ser feitas de diversas formas: a outros assuntos já conhecidos, imagens, siglas, partes do corpo ou coisas engraçadas. Dessa forma, ao pensar em algo específico, isso levará sua mente até o assunto associado e memorizado.

 

CONCLUSÃO

Entre outras dicas, você também pode intercalar as matérias que deve estudar — evitando assim de tornar o aprendizado algo denso e cansativo — e fazer simulados.

Aqui no VIPJUS, aplicamos vários simulados ao longo do curso, mantemos um cronograma de estudo organizado e bem distribuído, correções personalizadas e muitas outras técnicas que visam  a fazer com que o concursando absorva o conteúdo e, ao final, alcance uma alta performance nas provas que pretenda realizar.

Gostou de se aprofundar nesse tema? Então, deixe um comentário abaixo. Continue navegando pelo Blog do VIPJUS para conferir todas as novidades do mundo dos concursos!

 

LEIA MAIS: DICAS PARA OTIMIZAR OS RESULTADOS COM OS ESTUDOS

LEIA MAIS: ENTENDA O MÉTODO APLICADO PELO VIPJUS!

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

simulados ministério público e magistratura

Siga-nos

Newsletter

Share This