Conheça as 7 metodologias de aprendizagem mais eficazes e saiba como estudar melhor

Conheça as 7 metodologias de aprendizagem mais eficazes e saiba como estudar melhor

As metodologias de aprendizagem compreendem todos os modelos utilizados para que os alunos desenvolvam e ampliem os seus conhecimentos.

Quais as metodologias de aprendizagem que você conhece ou que está mais habituado na hora de estudar?

Perceba que ao se preparar para um concurso público, assistir às aulas, ler livros ou estudar em casa são apenas tarefas. 

Por trás de cada ação, há um planejamento e um método bem estruturado para ajudar você, concurseiro, a se dar bem em qualquer prova deste país.

Isso porque, nem sempre, um método de ensino que funciona muito bem para determinados alunos será capaz de proporcionar o mesmo desempenho a outros.

Neste artigo, vamos explorar os métodos de aprendizagem modernos que têm revolucionado o ensino no Brasil, explicar por que eles são tão importantes e como podem te ajudar a conquistar o tão sonhado cargo público. Confira!

Leia também | ESTUDAR PARA CONCURSOS PÚBLICOS DURANTE A PANDEMIA: ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE CONTINUAR COM OS ESTUDOS

O que são metodologias de aprendizagem?

A palavra metodologia tem origem no termo que vem do latim “methodus e o seu significado está relacionado à forma de direcionamento dado para a realização de um objetivo. 

Sendo assim, as metodologias de aprendizagem compreendem todos os modelos utilizados pelos educadores para que os alunos sejam capazes de se desenvolverem e ampliarem os seus conhecimentos.

Diversos tipos de ferramentas podem ser utilizadas neste processo. Desde as mais tradicionais como a leitura, até aquelas consideradas mais inovadoras, como os recursos visuais, sonoros ou performáticos.

Quer saber como estudar Direito Constitucional? 

Veja as 8 dicas que o VIPJUS separou para você:

DICAS DE ESTUDO

Por que as metodologias de aprendizagem são importantes?

Como a sociedade atual vive em um ambiente com forte disputa por atenção, com múltiplas telas e conteúdos de todos os tipos, pedagogos, psicólogos e estudiosos têm encontrado nos meios interativos de aprendizagem os formatos que melhor se enquadram na realidade.

Essa interatividade, que rompe com a tradição histórica de ensinar de forma unidirecional, na qual o professor tem um papel ativo e o estudante adota uma postura passiva, vem mostrando resultados surpreendentes há um bom tempo.

Um artigo publicado na renomada revista Harvard Business Review indica que, quando aluno assume um papel de protagonista no ensino e “aprende a aprender”, a questão cognitiva deixa de ser uma limitação ao estudante. A partir desse momento, ele evolui à medida que descobre formas de estudar melhor.

Por isso, examinamos 7 das principais abordagens inovadoras que os educadores desenvolveram nos últimos anos e que todo professor e aluno do século 21 deve conhecer.

1) Sala de Aula Invertida

A Flipped Classroom ou Sala de Aula Invertida é uma abordagem pedagógica em que os elementos tradicionais da aula conduzida pelo professor são invertidos.

Os materiais educacionais básicos são estudados pelos alunos em casa e, posteriormente, trabalhados em sala de aula.

O objetivo principal desta metodologia é otimizar o tempo em aula, dedicando-o, por exemplo, ao atendimento das necessidades especiais de cada aluno, desenvolver projetos em grupo ou trabalhar em tarefas específicas.

2) Aprendizagem Baseada em Problemas

A Aprendizagem Baseada em Problema, — mundialmente conhecida pelo nome em inglês, Problem Based Learning (PBL) — é um processo de aprendizagem cíclico, composto por muitas etapas diferentes, onde o ensino é focado na solução coletiva de um problema teórico.​​

Colocar em prática essa metodologia não significa apenas o exercício de indagação pelos alunos, mas convertê-la em dados e informações úteis. 

Basicamente, as 4 grandes vantagens observadas com o uso dessa metodologia são:

  • O desenvolvimento do pensamento crítico e habilidades criativas;
  • A melhoria das habilidades de resolução de problemas;
  • Maior motivação do aluno;
  • Melhor compartilhamento de conhecimento em situações desafiadoras.

3) Gamificação

metodologias de aprendizagem gamificação

Chamamos de Gamificação a metodologia de aplicar jogos no processo de aprendizagem com o propósito de incentivar comportamentos, treinar processos, resolver problemas práticos do dia a dia e/ou melhorar o desempenho de uma equipe. 

Essa técnica lúdica é muito eficaz, especialmente quando precisamos estimular os alunos a se arriscarem e vivenciarem, na prática, um pouco da rotina vista no dia a dia

4) Design Thinking

O Design Thinking (DT) aplicado deriva de designers industriais e seu método único para resolver problemas e satisfazer as necessidades de seus clientes.

Aplicado à educação, esse modelo possibilita identificar com maior precisão os problemas individuais de cada aluno e gerar em sua experiência educacional a criação e inovação para a satisfação do outro, que então se torna simbiótica.

5) Aprendizagem Baseada em Pensamento

metodologias de aprendizagem thinking based learning

Além do debate sobre a eficácia da aprendizagem pela memorização de fatos e dados na discussão sobre educação, um dos aspectos mais comentados é a necessidade de mostrar aos alunos como trabalhar com as informações que recebem. 

A intenção é ensiná-los a contextualizar, analisar, relacionar e argumentar. Em suma, converter informação em conhecimento.

Este é o objetivo do Thinking Based Learning (TBL) ou Aprendizagem Baseada em Pensamento, desenvolver habilidades de pensamento além da memorização e, ao fazê-lo, desenvolver o pensamento eficaz por parte dos alunos.

6) Ensino híbrido

O Ensino Híbrido, também chamado de Blended Learning, que combina a transmissão de conteúdo de forma presencial (tradicional) e on-line (e-learning), surge como uma nova proposta de ensinar e aprender.

Imagine unir a experiência da sala de aula, com a troca presencial de ideias entre alunos e professor, com o conteúdo complementar, transmitido via uma plataforma de LMS (Learning Management System), por exemplo?

Portanto, a sala de aula se transforma em um espaço dinâmico e interativo, reservado para a realização de atividades em grupo, debates e discussões nas quais todos saem ganhando. 

O instrutor, que no modelo tradicional de ensino é o detentor de todo conhecimento, passa a exercer o papel de condutor e encorajador do debate, em vez de ser visto como o “oráculo da turma”.

7) Microlearning

metodologias de aprendizagem microlearning pílulas de conhecimento

Com agendas pessoais cada vez mais apertadas, os concurseiros têm procurado alternativas inovadoras e ágeis para se preparar para os certames.

Então, por que não ouvir um podcast enquanto você está dirigindo, assistir um vídeo na fila do banco ao aguardar atendimento ou ainda ler um pequeno texto no ônibus a caminho do trabalho? 

É aí que entra o microlearning. Uma metodologia na qual o conteúdo a ser estudado é subdividido em vários blocos e disponibilizado por meio de pequenos vídeos, áudios, textos e/ou slides que podem ser acessados pelas pessoas a qualquer hora e em qualquer lugar. Aquilo que também chamamos de “pílulas do conhecimento”.

Conclusão

Por definição, todas as metodologias de aprendizagem têm como objetivos principais a aquisição de conhecimentos, o desenvolvimento de competências e o estabelecimento de novos hábitos.

Agora cabe a você escolher qual o método que mais se adapta às suas necessidades e objetivos!

E para te ajudar nessa missão, que tal testar seus conhecimentos e ver como está a sua preparação para os concursos de 2021?

Clique no banner abaixo e faça o nosso simulado grátis!

banner-simulado-vipjus

Simulado

Gostou de se aprofundar nesse tema? Então, deixe um comentário abaixo. Continue navegando pelo Blog do VipJus  para conferir todas as novidades do mundo dos concursos!

Leia mais | PERSONALIZAÇÃO: QUAL O IMPACTO DESSE TIPO DE MÉTODO DE ESTUDOS PARA CONCURSO NA SUA PREPARAÇÃO?

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

simulados ministério público e magistratura

Siga-nos

Newsletter

Share This